21 de junho de 2016

Bolo de noz


Eu sei, eu sei. Não estamos propriamente na época das nozes. Mas eu tenho um abastecimento delas cá em casa. Foram apanhadas no inverno, e como tenho receio que se estraguem, tenho que lhes ir dando uso. Usei-as também para guarnecer saladas, massas, mas este bolo tenho mesmo de partilhar convosco!


Já o repeti, já me pediram a receita. Há que tempos que não fazia um bolinho assim simples. Tenho feito bolos de aniversário e normalmente com receitas que já testei.

Contudo havia um pequeno problema a ser resolvido no que concerne a bolos de noz. Ele não gosta de sentir pedaços, de noz, amêndoa, frutos secos em geral no bolo ou em comidas. E este bolo leva as nozes moídas, tipo farinha, na massa. Problema resolvido.

Claro que quando ele viu o bolo com as nozes em cima, teve de reclamar. Depois de o provar a história já foi outra. :)



Ingredientes:
bolo
225g de açúcar mascavado claro
1 pitada de sal
225g de manteiga
225g de farinha autolevedante
1 c. chá de fermento em pó
75g de nozes moídas
1 c. de sopa de melaço de cana (pode substituir por golden syrup ou mel)
4 ovos grandes
1 c. chá de licor de noz ou de baunilha

creme de manteiga
100g de manteiga
2 c. chá de licor de noz ou baunilha
200g de açúcar em pó

decoração
nozes partidas ao meio (esta parte para mim foi a mais difícil)

Preparação:

1. Pré-aqueça o forno a 160ºC. Unte 2 formas de 23 cm de diâmetro;

2. Deite os ingredientes para o bolo numa taça e bata-os bem, até obter uma textura cremosa;

3. Divida a massa pelas duas formas e leve ao forno cerca de 25 minutos, até os bolos crescerem e adquirirem um tom dourado;

4. Deixe os bolos arrefecerem nas formas durante alguns minutos. Coloque-os sobre uma grelha para que arrefeçam completamente;

5. Para o creme de manteiga, coloque os ingredientes numa tigela e bata-os bem;

6. Use metade do creme para rechear os dois bolos. Com a espátula, espalhe o restante creme sobre o bolo. Decore com metade de nozes.

Deliciem-se!

Fonte: Fascículo 62 da coleção "Pastelaria Criativa"

15 de junho de 2016

Canelones de agrião com bolonhesa


A chuva voltou, o tempo não está bom para estar na varanda a ler um bom livro, muito menos para ir mandar um mergulho no mar. Então o que nos resta?

Pôr as mãos na massa!



Aproveitem uma tarde de outra maneira, na cozinha, se for com alguém pode-se tornar ainda mais divertido.

Esta receita surgiu pois tinham-me dado um saco enorme de agrião e tinha umas sobras de bolonhesa, ficou magnífico- Até mesmo para aquelas pessoas que torcem o nariz para as coisas verdes, irão saborear e pedir por mais!


Ingredientes:
Massa de agrião
170g de folhas de agrião lavadas
2 ovos
275 a 350g farinha

sobras de bolonhesa
queijo ralado q.b.

Preparação:

1. Ferva o agrião numa panela até ficarem moles mas com uma cor verde bonita. Escorra e coloque água fria a correr para restituir a cor. Esprema os agriões até que fiquem numa bola compacta. Fatie a bola numa direção e depois fatie noutra de forma cruzar;

2. Coloque os agriões e os ovos num robot de cozinha até ficar bem, bem fininho;

3. Coloque a farinha numa taça larga ou sobre a bancada de cozinha, e forme um vulcão. Adicione no centro a pasta de agrião e ovo;

4. Comece a incorporar a farinha com a ajuda de um garfo do fundo para cima. tente ir mantendo a cratera para que a pasta de agrião e ovo não saia. Vá incorporando e se estiver a ser difícil adicione 2-3 colheres de sopa de água;

5. Quando a farinha estiver toda incorporada, comece a trabalhar a massa com a palma das mãos até formar uma bola tipo oval e trabalhe até ficar com uma bola redonda. Se a massa estiver a colar muito aos dedos, adicione um pouco mais de farinha. Enrole a bola em película aderente e deixe descansar 30 minutos à temperatura ambiente;

6. Estique a massa um pouco mais espesso porque irá cozer 2 vezes. Eu estiquei primeiro um pouco com o rolo e depois coloquei na máquina de fazer massa até um pouco mais da abertura média. Corte uma tira com a largura de 10 cm e depois de forma a ficar com vários quadrados;


7. Coloque uma panela com água e sal a ferver. Coloque panos de cozinha lavados estendidos na bancada para escorrer a massa que irá cozer apenas 2-3 quadrados de uma vez. Coza até a massa estar meio cozida. Retire para um escorredor, passe por água fria, escorra e coloque os quadrados de massa sobre os panos de cozinha;

8. Faça este procedimento para toda a massa. Trabalhe rapidamente pois a massa vai ter tendência a colar-se aos panos de cozinha;

9. Pré-aqueça o forno a 190ºC. Vá colocando um montinho do recheio no centro de cada quadrado de massa, para ver se no final ficam todos iguais;

10. Role-os de modo a ficarem apertados, como uma flauta, deixando as arestas viradas para cima. Utilize o seu dedo médio para aconchegar o recheio e ajudar a fechar o canelone;


11. Coloque molho bechamel no fundo dum tabuleiro que possa ir ao forno e disponha os canelones juntinhos lado a lado. Coloque mais bechamel por cima dos canelones e espalhe queijo ralado por cima;

12. Coza por 40 minutos ou até dourarem.

Deliciem-se!

Fonte: Massa adaptada do livro "Making fresh pasta"

24 de maio de 2016

Arroz de frango com chouriço


Chuva. Sol. Chuva. Sol. Chuva: comida de forno!

Então, estão como eu, com a roupa no armário de inverno com a de primavera à mistura e a de verão a espreitar? Assim estamos na cozinha, vem o sol e apetece tomar uns batidos na varanda, vem a chuva e preciso duma comida que me aqueça bem por dentro ;)


E como não gosto de arroz de pato, tive que fazer este arroz de frango quando o vi no blogue Nárwen's cuisine. É realmente delicioso, adoro o sabor da mistura das especiarias.


Ingredientes:
3 bifes de frango
2 cebolas pequenas
4 dentes de alho
2 cravinhos
1 folha de louro
1 1/2 de arroz agulha
3 chávenas de água
azeite, sal q.b.
1chouriço pequeno

Preparação:

1. Comece por cozer os bifes em água temperada com sal, uma cebola cortada em 4, 2 dentes de alho eesmagados, a folha de louro e os cravinhos;

2. Depois de cozido, desfie o frango. Coe o caldo da cozedura e meça 3 chávenas desse caldo, leve a ferver e adicione o arroz. Rectifique o sal caso seja necessário;

3. À parte aqueça um fio de azeite e junte uma cebola picada e os outros 2 dentes de alho também picados. Deixe-os amolecer e acrescente 1/2 chouriço picado  grosseiramente. Deixe refogar um pouco e junte o frango desfiado, envolva e cozinhe por 2-3 minutos;

4. Assim que o arroz estiver cozido, solte-o com um garfo e junte a mistura de carne. Transfira para um tabuleiro, alise a superfície e enfeite com rodelas de chouriço;

5. Leve ao forno pré-aquecido a 200ºC até dourar.

Deliciem-se!




19 de maio de 2016

A beautiful cake for a beautifl girl


Adoro este bolo! Ando apaixonada por bolos altos cobertos com buttercream e decorados com macarons, flores, frutas e afins!

Este bolo foi para comemorar o aniversário da Daniela, ela escolheu a massa, massa de oreo! Delícia!



Já o tinha publicado na página do face e no Instagram. Finalmente publico aqui no estaminé!



Portanto, corram a fazer a massa deste bolo para alguma festa/ aniversário. Já é a terceira vez que o faço. É realmente muito bom! Eu segui a receita pelo blogue Lume Brando.

Para decorar fiz macarons, suspiros e cakepops  juntamente com bolachas oreo. Espetacular!



Deliciem-se!

11 de maio de 2016

Empadão camponês


Como está de chuva e assim continuará uns tempos, continuamos com receitas de forno que tão bem nos aconchegam!

É uma receita simples, o trabalho que dá é o do puré. Eu adoro fazer puré, penso que seja também por usar um equipamento que me facilita muito, é prático e lava-se super bem. A minha varinha mágica vem com um adaptador para puré, é da Kenwood. Adoro!


Ingredientes:
1 kg de carne de vaca picada
2 dentes de alho picados
1 cebola picada
2 alhos franceses fatiados
1-2 c. sopa de molho inglês
1 c. sopa de molho de tomate
100 ml de vinho tinto
250 ml de caldo de galinha
2 pés de alecrim (só as folhas cortadas)
sal e pimenta

Cobertura
750 g de batatas
50 g de manteiga
3 cebolinhos picados
100g de queijo ralado
50-100 ml leite (opcional)

Preparação:

1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque uma frigideira grande sobre lume médio-alto. Coloque um pouco de azeite e frite a carne picada até ganhar cor. Acrescente o alho nos últimos 2 minutos. Coloque numa travessa;

2. Coloque um pouco mais de azeite e cozinhe a cebola e o alho francês em lume médio 5-7 minutos, até estarem completamente tenros. Junte molho inglês a gosto. Adicione a polpa de tomate;

3. Volte a colocar a carne no tacho e mexa bem. Acrescente o vinho, raspando o fundo para retirar a carne agarrada. Cozinhe em lume alto uns 2 minutos para evaporar o álcool e, depois junte o caldo e deixe ferver. Reduza para uma fervura baixa, acrescente o alecrim e rectifique o tempero. Cozinhe em lume brando 10-15 minutos, até o molho reduzir ligeiramente e os sabores estarem bem ligados. Retire e deixe arrefecer;

4. Entretanto, prepare a cobertura. Coza as batatas até ficarem tenras, escorra e triture-as. Envolva a manteiga e o tempero, junte os cebolinhos e 3/4 do queijo e misture de novo. Se o puré estiver demasiado seco, adicione um pouco de leite;

5. Coloque a carne num tabuleiro de ir ao forno e por cima coloque o puré de batata. Polvilhe com o queijo restante e um pouco de sal e pimenta. Leve ao forno 15-20 minutos, até a batata estar dourada e a carne a fervilhar por baixo.

Deliciem-se!

Fonte: Ligeiramente adaptado do livro "Comida caseira" de Gordon Ramsay

4 de maio de 2016

Bolacha com pepitas de chocolate cozinhada na panela


E que tal este tempo maravilhoso? Estão a aproveitar? Sempre que posso passeio pelo jardim, ou vou para a varanda ler, adoro!

Mas claro, que depois arrefece e vou par dentro fazer alguma coisa, uma bolacha, uma bolacha gigante, uma bolacha do tamanho de um bolo, um bolo com a textura de uma bolacha. Experimentem, vale a pena,


A receita original pede para cozermos numa panela/caçarola mas que dê para levar ao forno. Em alternativa utilizar uma forma normal.
Dependendo do tamanho das panelas/formas dará para fazer apenas uma ou duas bolachas.


Ingredientes:
75g de chocolate de leite
75g de chocolate negro (70%)
100g de manteiga
90g de açúcar
140g de açúcar mascavado
1 ovo
1 c. de chá de extrato de baunilha
225g de farinha
1/2 c. chá de bicarbonato
1/4 c. chá de sal

Preparação:

1. Pré-aqueça o forno a 175ºC;

2. Pique o chocolate grosseiramente;

3. Derreta a manteiga, misture-a com os açúcares. Misture delicadamente e deixe arrefecer um pouco. Incorpore o ovo e a baunilha;

4. Misture a farinha, o bicarbonato e o sal, junte à mistura anterior. Junte o chocolate picado. Envolva;

5. Coloque a massa na(s) panela(s)/forma(s) e enforne durante 17 a 25 minutos. As bolachas devem ficar crocantes nas bordas e húmidas no meio.

Deliciem-se!

Fonte: Livro "Journal d'une food styliste" de Linda Lomelino


26 de abril de 2016

Fim de semana no norte e uma sobremesa com espuma de pipoca




E desse lado, quem aproveitou o fim de semana grande em grande? ;)
Sábado de manhã rumámos a Guimarães e fiquei completamente apaixonada. A sério, eu já me via a viver lá!

Tão linda, tão compacta, com espaços verdes com lojas ma-ra-vi-lho-sas! Umas atrás das outras, tanto de roupa/calçado como para a casa.

Vi muitas mercearias/frutarias e os bolinhos conventuais?? Tão BONS!




Ao final da tarde, fomos para Braga e tenho de vos falar um pouco no alojamento. Ficámos num Hostel, como era apenas uma noite e não queríamos abusar muito em despesas, lá pesquisei e reservei.
Chama-se Collector's Hostel tem uma decoração totalmente e literalmente vintage! Os quartos são temáticos, o nosso intitulava-se quarto da saudade portuguesa, aquilo que se vê no tecto é o candeeiro.

Tivemos direito a pequeno almoço e é tudo fresquinho, as proprietárias fazem questão de ir aos mercados da cidade, procurar as frutas e os ingredientes frescos e brindaram-nos com um delicioso sumo de laranja natural e uma salada de frutas variada e saborosa!







Agora tenho de vos falar numa experiência gastronómica que vale a pena partilhar. Não me recordo do nome, mas fica na rua Afonso Henriques, nº8, Braga. É um conceito que reinventa os nossos pratos/sabores e serve-os como tapas.

Provámos um rolos de alheira com grelos como molho agridoce absolutamente soberbos! As bochechas de porco com cevada também excedeu as minhas expectativas e quando pensámos que já não conseguíamos ir para a sobremesa, eis que nos falam de um pack de espuma de pipoca, parfait de amendoim e molho toffee de caramelo.

SNIKERS!! Parecei mesmo que estávamos a comer um snikers de uma outra forma. Muito bom!




E claro que fomos ao Bom Jesus de Braga e depois ao mosteiro de Tibães, olhei para a antiga cozinha e imaginei como seria cozinhar naqueles tempos. O que acham, conseguiriam cozinhar assim? ;)