2 de agosto de 2015

Divin


Divino. 
Acho que o nome diz tudo. É o que realmente é!
Os topos de biscoito, no meio um creme a-b-s-o-l-u-t-a-m-e-n-t-e fantástico! Fantástico, fantástico! Ainda com framboesas frescas e uma camada de doce de framboesa!



Este bolo já vem com uma estação em atraso! É verdade, foi feito em plena primavera, os dias luminosos e floridos, mas com aquele friozinho irritante.

Mas é perfeito para colocar agora numa mesa linda de verão!



Se dá trabalho? Muito. Algum e também é necessária alguma paciência.
Quando estava a viver perto da casa da família dele, eu a a irmã dele decidimos fazer algumas receitas em conjunto, portanto, escolhemos as mais elaboradas do livro Ladurée.


Receita feita a duas. Nota-se pelo meu robe que estava um dia bem fresquinho!

Ingredientes:
Biscoito de amêndoa e pedaços de nougat
100g de farinha de amêndoa
80g de açúcar em pó + algum para decorar
40g de farinha tipo 45
5 claras de ovo
110g de açúcar
25g de pedaços de nougat

Creme musselina de nougat
125g de manteiga
25cl de leite inteiro
2 gemas
75g de açúcar
25g de Maizena
200g de creme de nougat (fazer um creme com 0,5l de leite e 6 gemas, fundir 200g de uma barra de nougat cortada em pequenos pedaços e misturar com o creme quente)
110g de pedaços de nougat

Coulis gelificado de framboesa
2 folhas de gelatina
1/2 limão
300g de framboesas
35g de açúcar
3 c. sopa de água

Para finalizar
375g de framboesas
açúcar em pó

Preparação:
Biscoito de amêndoa e pedaços de nougat

1. Cubra 2 placas de forno com uma folha de papel vegetal. Desenhe sobre cada folha 1 circulo de 22,5 cm de diâmetro;

2. Numa grande tigela, misture a farinha de amêndoa, o açúcar em pó e a farinha;

3. Bata as claras em castelo. Assim que estejam bem espumosas, junte o açúcar e continue a bater para dissolver o açúcar. com a ajuda de uma espátula, incorpore delicadamente ás claras a mistura do pó de amêndoa;

4. Pré-aqueça o forno a 170ºC. Sobre cada placa, com a ajuda de um saco de pasteleiro com um bico redondo de 10mm,  desenhe em espiral um disco de biscoito. Polvilhe por cima os pedacinhos de nougat;

Vídeo da espiral de biscoito



5. Enforne as duas placas e coza 20 minutos. Retire e deixe arrefecer;


Creme musselina de nougat

6. Deixe a manteiga amolecer. Numa caçarola, leve o leite a fervilhar;

7. Numa tigela, bata as gemas e o açúcar até que a misture fique esbranquiçada. Incorpore a Maizena. Verta 1/3 do leite quente sobre a mistura das gemas-açúcar-Maizena e misture com a ajuda de uma vara de arames, depois deite o liquido na caçarola. Leve à ebulição, mexendo com a vara;

8. Retire o creme do fogo, deixe-o arrefecer 10 minutos, demaneira que fique quente sem estar em ebulição. Adicione a metade da manteiga. Deite o creme numa tigela, cubra-o com filme alimentar e deixe arrefecer;

Coulis gelificado de framboesa

9. Meta as folhas de gelatina 10 minutos em água fria;

10. Esprema o limão e reserve;

11. Com a ajuda de um robot de cozinha, reduza a puré as framboesas com o açúcar. Filtre, para obter a polpa e eliminar as pequenas sementes das framboesas. Para ajudar nesta operação, verta para o coador o sumo do limão e as colheres de sopa de água;

12. Numa caçarola, aqueça 1/4 desta preparação. Escorra as folhas de gelatina. Junte-as no líquido morno e misture-as até que derretam. Verta esta mistura sobre a polpa fria. Reserve 30 minutos no frigorífico até ganhar consistência;

Finalização do creme musselina de nougat

13. O creme deve estar à temperatura ambiente. Se ainda estiver quente, coloque-o um pouco no frigorífico;

14. Numa tigela, bata bem com a batedeira até o creme ficar bem liso. Incorpore a outra metade da manteiga ao creme. Bata mais um pouco para emulsionar e ficar liso. Junte os pedacinhos de nougat;

A montagem

15. Reserve framboesas para decorar o topo do Divino;

16. Disponha o primeiro biscoito de amêndoa sobre um prato. Com a ajuda de um saco de pasteleiro, desenhe em espiral uma camada fina de creme musselina. Disponha as framboesas começando pelo contorno e acabando no centro. Coloque outra camada de creme e por cima barre o coulis gelidificado;





17. Pode ainda desenhar uma borda no limite do bolo com creme para que fique mais bonito. Coloque 10 minutos no congelador;

18. Coloque o segundo biscoito por cima. Polvilhe com açúcar em pó. Decore com framboesas. reserve no frio.

Fonte: Livro "La Durée"





23 de julho de 2015

Polenta grelhada e salsichas com cebola roxa caramelizada


Tenho estado ausente.É verão, já estive de férias, antes de ir de férias, mudei de casa. Todos os bocadinhos que tenho com ele (muito, muito poucos) são para ver projectos de renovação da cozinha, ver electrodomésticos. Agora, acabei de arranjar emprego, é pertíssimo de casa. Vou trabalhar fins de semana e feriados, já cheguei a trabalhar assim, uma pessoa habitua-se, mas nunca pode fazer nada ou ir para algum lado... mas só quero que tudo corra bem, sem stresses. Paz e sossego.




Esta receita tanto cai bem num tempo mais frio, ou sabe muito bem agora no verão. Foi a primeira vez que fiz polenta. É fácil e gostei. Ele não gostou. As salsichas ficam muito saborosas.


Ingredientes (4):
Polenta
200g de polenta instantânea
1 noz de manteiga
75g de parmesão ralado

Salsichas
8 salsichas de porco
2 cebolas roxas, finamente cortadas
2 nozes de manteiga
1 c. de sopa de açúcar louro
3 pés de tomilho (folhas)
150g de cogumelos paris, cortados em 4
2 c. de sopa de vinagre balsâmico
200ml de vinho tinto
200ml de caldo de carne
1 molho de salsa, picada
sal e pimenta preta e azeite

Preparação:

1. Cozinhe a polenta seguindo as instruções da embalagem. Quando estiver cozida, adicione a manteiga e o parmesão, batendo para ligar. Verta para um tabuleiro. Cubra e deixe repousar no frigorífico até ficar firme. Cerca de 30 minutos;

2. Quando a polenta estiver bem fria, retire-a do tabuleiro, virando, e corte em fatias. Coloque um grelhador sobre lume médio. Pincele as fatias dos 2 lados com azeite e grelhe até ficarem marcadas pela grelha e quentes por dentro;

3. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Frite as salsichas em azeite até ganharem cor. Coloque numa travessa e reserve;

4. Junte as cebolas e a manteiga. Adicione o açúcar e o tomilho e cozinhe 10-15 minutos em lume médio, mexendo de vez em quando, até as cebolas estarem completamente caramelizadas. Junte os cogumelos, mexa e cozinhe mais 5 minutos. Acrescente o vinagre e mantenha ao lume mais 5 minutos;

5. Adicione as salsichas e o vinho tinto, deixe levantar fervura e cozinhe 4-5 minutos para evaporar o álcool e reduzir ligeiramente. Junte o caldo, deixe ferver e depois coloque no forno 18-20 minutos, sem tapar, até as salsichas cozinharem por dentro e o molho estar espesso. Polvilhe com salsa e sirva.

Deliciem-se!

Fonte: Livro "Comida caseira" de Gordon Ramsay



8 de julho de 2015

Tarte ananas rôti


Esta é um tarte óptima para estes dias de verão. Ela é servida bem fresca e a base é feita de amêndoa, uma delícia e bem levezinha.



Seguindo a receita à risca, dá muito um pouco de trabalho. É uma receita francesa do livro Ladurée. Aliás, a maioria, senão mesmo todas as receitas deste livro são sempre um pouco complexas, ou exigentes, ou requerem muita alguma paciência ou têm ingredientes inexistentes difíceis de encontrar por cá e por lá e por aí a fora. Se a recompensa vale a pena? Perguntem ao Steven ;)



Ingredientes:
ananas rôti
1 ananas
1 vagem de baunilha
4c. sopa de água + 20 cl
125g de açúcar
1 sumo de laranja
1 c. sopa de rum

Creme de amêndoa e noz de coco
80g de manteiga
100g de açúcar
100g de noz de coco em pó (usei ralado)
10g de Maizena
1 ovo inteiro
1 c. sopa de rum
25cl de natas

Massa para tarte açucarada de amêndoa
120g de manteiga
70g de açúcar em pó
25g de amêndoa em pó
1 pitada de flor de sal
1 pitada de baunilha em pó (facultativo)
1 ovo inteiro
200g de farinha tipo 45

Preparação:

1. Prepare de avanço o ananas rôti e a massa açucarada de amêndoa;

2. Descasque o ananás, corte-o em 6 partes iguais no sentido da altura e retire o coração. (Eu cortei às rodelas, do modo normal). Disponha os bocados do ananás num prato para gratinar;

3. Com a ajuda de uma faca, abra a vagem de baunilha em 2 no sentido do comprimento e raspe o interior para extrair os grãos. Verta as colheres de água numa caçarola, junte os grãos e leve a fervilhar com a vagem. Retire do fogo, cubra e deixe em infusão 15 minutos;

4. Pré-aqueça o forno a 160ºC. Numa grande caçarola, cozinhe o açúcar e os 20cl de água. Misture com a ajuda duma espátula de madeira até obter um caramelo bem bonito. Retire do fogo e junte sucessivamente, com precaução para evitar queimaduras, a água baunilhada sem a vagem, o sumo da laranja e o rum quente;

5. Verta o líquido sobre os pedaços do ananás, enforne e deixe cozer cerca de 1h45. Borrife regularmente o ananás com o sumo da cozedura. Assim que ganhe uma cor âmbar, retire do forno e deixe arrefecer;

6. Corte os pedaços de ananás em tranches de 5mm de espessura. Reserve;

7. Para a massa, corte a manteiga em pequenos bocados e coloque-a numa taça (ou num robot com a vara em forma de folha - coisa que eu não tenho e que anseio muito). Amasse para homogeneizar, depois junte os ingredientes um a um até que cada um seja bem envolvido à massa: o açúcar em pó peneirado, o pó de amêndoa, a flor de sal, a baunilha, o ovo inteiro e no fim a farinha. Misture sem trabalhar muito a massa, somente para que esta aglomere: ela assim ficará quebradiça na degustação;

8. Enrole a massa numa bola e envolva-a num filme alimentar, deixe-a no mínimo 2h no frigorífico antes de a utilizar. Se possível prepare a massa com mais tempo de antecedência, ela será mais fácil de esticar;

9. Para o recheio, coloque uma taça de inox no congelador. Corte a manteiga em pequenos bocados e amoleça-a sem a fundir. mexa-a com a ajuda duma espátula até obter uma consistência duma pomada. Junte em seguida sucessivamente, tendo o cuidado de misturar entre cada ingrediente: o açúcar, a noz de coco em pó, a Maizena, o ovo e o rum;

10. Verta as natas na taça gelada e bata energicamente. Assim que as natas espessem, incorpore-as na preparação anterior delicadamente;

11. Sobre um plano de trabalho enfarinhado, baixe a massa açucarada para uma espessura de 2mm para uma forma de tarte de 24 cm de diâmetro. Coloque-a 1h no frio. Coloque a massa na forma previamente untada. Deixe repousar mais 1h e coloque-a ao frio;

12. Pré-aqueça o forno a 160ºC. Guarneça o fundo da tarte com o creme de amêndoa e coco. Enforne e deixe cozer durante 45 minutos até obter uma cor dourada. Tire do forno, desenforme e deixe arrefecer;

13. Disponha harmoniosamente as tranches de ananás sobre o recheio frio. Reserve no frio até servir.

Deliciem-se!

Fonte: Livro "Ladurée - Sucré" 




2 de julho de 2015

Torta de arroz, atum e legumes


Ora aqui está um ingrediente novo na minha cozinha. Atum.

Não gosto, nem sequer do cheiro. Mas sei como é versátil e como é bastante útil para preparar refeições super rápidas.



Óbvio que não comi, fiz para ele. Este prato dá para comer acabadinho de sair do forno e levar no dia seguinte para o trabalho e comer frio. Foi o que ele fez. Ideal para aproveitar restos de arroz. Foi o que eu fiz.

Ultimamente tenho estado um pouco ausente. Foi mudança de casa (again), ainda há muita coisa para organizar e arrumar. São projetos para a renovação da cozinha e doutras divisões que levam meses a serem feitas pelas empresas. Não sabia que muitas vezes temos de esperar meses ou 1 ano para ter um orçamento!!! São juntar agora as duas gatas, uma com 15 anos que está habituada a viver sozinha e a outra reguila com um ano e ter que estar a separar/esconder as comidas, pois a comida da Nokia (a mais velha) custa uma pequena fortuna e é para as características dela! E claro, é verão, já ouve férias e muita praia! :)


Ingredientes:
1 c. sopa de azeite
1 cebola picada
1 dente de alho picado
1 cenoura pequena ralada
1/2 curgete ralada
1/4 chávena de milho
1 1/2 chávena de arroz cozido
2 latas de atum escorrido e desfiado
2 c. sopa de manjericão fresco e picado
queijo ralado
2 ovos batidos

Preparação:

1. Aqueça o forno a 200ºC. Forre um tabuleiro de ir ao forno (19*9 cm) com papel vegetal e reserve. (Eu utilizei uma forma para bolo inglês em silicone);

2. Aqueça o azeite numa frigideira grande em lume médio. Junte a cebola e deixe refogar por 2 minutos. Acrescente o alho, refogue. Adicione a cenoura, a curgete e o milho. Tempere a gosto com sal e pimenta;

3. Retire do lume e transfira para uma tigela. Junte o arroz, o atum, o manjericão e dois terços do queijo. Adicione os ovos e misture bem. Tempere com sal e pimenta;

4. Coloque a mistura na forma preparada e alise a superfície com a parte de trás de uma colher. Polvilhe com o restante queijo. Leve ao forno por 20-25 minutos ou até ter insuflado e gratinado. Retire e deixe repousar por 5 minutos, para arrefecer ligeiramente;

5. Desenforme e corte em fatias.

Deliciem-se!

Fonte: Livro "Dia a dia - receitas para toda a semana" de Mafalda Pinto Leite





18 de junho de 2015

Sopa de cenoura com caril e leite de coco


Hoje trago-vos mais uma receita de sopa que gostei muito. É uma sopa adocicada, como devem saber pelo ingrediente principal ser a cenoura. Mas as especiaria dão-lhe o contraste necessário.


É sem dúvida uma sopa a fazer mais vezes por cá. Eu substituo o leite de coco por natas.

Ingredientes:
1 cebola
1 rama de aipo
5 cenouras
1 iogurte
1/2 l de caldo de galinha
1 c. sopa de caril
1 c. chá de gengibre em pó
azeite a gosto
flor de sal a gosto
pimenta preta a gosto
leite de coco a gosto ou natas

Preparação:

1. Aqueça um fio de azeite num tacho. Refogue a cebola picada finamente. Junte o aipo, também picado e deixe refogar alguns minutos;

2. Corte as cenouras finamente e junte-as ao refogado. Adicione o caril e o gengibre e deixe refogar bem. Tempere com uma pitada de flor de sal e pimenta. Cubra com o caldo de galinha e deixe ferver, 3-4 minutos;

3. Junte o iogurte e envolva bem. Deixe cozinhar por mais 2 minutos e triture tudo;

4. Sirva num prato fundo e decore com um fio de leite de coco.

Deliciem-se!

Fonte: Livro "Na cozinha com Henrique Sá Pessoa"

11 de junho de 2015

Macarons de framboesa


Ora aí estão eles, os famosos, os difíceis, os quebradiços, os melindrosos, os instáveis, os bolinhos que mais me matam a cabecinha na minha cozinha!



Mas desta foi! Desta consegui, que ficassem lisos e brilhantes, sem rachas! Mas estive sempre de olho neles, tal e qual um cão de guarda, mesmo depois de os tirar no forno, estive bem meia hora a olhar para eles, a ver se estes malandros não se rachavam!



Desta vez estava a usar um forno diferente (elétrico com ventilação), mas o que mudei sobretudo foi colocar um termómetro dentro do forno e estar sempre de olho na temperatura! Acho indispensável! Agora está lá sempre.



Esta receita é do meu precioso livro da Ladurée. Sigo todos os passos à risca, não quero fazer nenhum erro, nenhuma falha. Quero que fique perfeito, quero que pelo menos não rachem vá!


Ingredientes:
Compota de framboesa
225g de açúcar
2 c. de café de Vitpris (utilizei uma saqueta de gelatina em pó)
375g de framboesas frescas
1/2 limão

Biscoito macarons
275g de farinha de amêndoa
250g de açúcar em pó
6 claras de ovo + 1/2 clara
210g de açúcar
algumas gotas de corante vermelho

Preparação:

1. Para a compota: Numa tigela, misture o açúcar e o Vitpris. Numa panela, coloque as framboesas e triture com a ajuda da varinha mágica. Aqueça levemente esta polpa e adicione-lhe a mistura açúcar-Vitpris e o sumo de 1/2 limão. Leve à ebulição e deixe cozer 2 minutos;

2. Verta o conteúdo para um recipiente, cubra-o com filme alimentar, deixe arrefecer e leve ao frigorífico;

3. Para o biscoito: Num robot de cozinha, triture a farinha de amêndoa juntamente com o açúcar em pó de forma a obter um pó bem fino. Peneire (muito importante);

O que ficou na peneira

4. Bata as 6 claras em castelo. Logo que elas sejam bem espumosas, adicione 1/3 do açúcar, bata mais 1 minuto. Adicione enfim o açúcar restante e bata mais 1 minuto. Com a ajuda de uma espátula de silicone, incorpore delicadamente às claras em castelo a mistura de farinha de amêndoa-açúcar em pó. Colore o quanto baste com gotas do corante, e adicione por fim a 1/2 clara de ovo antecipadamente batida numa tigela. Misture mais um pouco apenas para que fique um pouco mais mole;


5. Sobre uma placa de forno coberta com papel manteiga ou um tapete próprio para macarons faça pequenos macarons de 3-4 cm de diâmetro com um saco de pasteleiro munido de um bico redondo de 10 mm. Bata levemente com a placa para a massa acabar de se espalhar;

6. Pré-aqueça o forno a 150ºC. Deixe os macarons repousarem ao ar livre 10 minutos, depois enforne-os. Coza-os durante 15 minutos até que ganhem uma ligeira crosta (Aqui estive sempre de olho neles e na temperatura do forno);

7. Retire a placa do forno, depois com a ajuda de um copo, faça escorrer um pouco de água entre a placa e o papel (eleve o papel ligeiramente canto por canto). A humidade e o vapor produzidos pela água sobre a laca quente permite descolar os macarons mais facilmente assim que eles estejam frios. Deixe arrefecer;

8. Descole metade das conchas e vire-as sobre um prato. Com a ajuda de um saco de pasteleiro com um bico redondo ou em estrela, guarneça as conchas já descoladas com uma noz de doce de framboesa e cubra-os com as outras metades;

9. Conserve os macarons 12h no frigorífico antes de os degustar.

Deliciem-se!

P:S: Fiquei sem portátil, onde tenho lá todas as minhas receitas, fotos daquelas que já fiz, que ainda são bastantes. Tinha esta guardada em rascunho praticamente finalizada, por isso consigo publicá-la! Vou ver se me conseguem recuperar os meus ficheiros. :/

Fonte: Livro "Lasurée - Sucré"


1 de junho de 2015

Sopa de raiz de aipo e beterraba


O que fazer com sobras de raiz de aipo e beterrabas a rebolar no frigorífico? Uma sopa super cremosa e com um sabor fascinante, acreditem!


E porque hoje é dia da criança, que tal experimentar junto da pequenada uma sopa cor de rosa? Testem.

Ingredientes:
1/4 raiz de aipo
1 beterraba cozida
1 haste de aipo
1 cebola
1 batata pequena descascada
sal q.b.
1 fio de azeite

Preparação:

1. Comece por cortar a raiz de aipo, a haste, a cebola e a batata em pedaços pequenos;

2. Refogue no azeite;

3. Junte água a ferver até tapar os legumes;

4. Quase no final, adicione a beterraba cortada em pedaços;

5. Passe com a varinha e rectifique o sal.

Deliciem-se!